0

Futuro do Presente

domingo, 31 de dezembro de 2017.
Gypsum and Polymer Clay, Gosia.
    Eu tenho uma teoria sobre por que você não vai me desejar um feliz ano novo desta vez.
Leia Mais...
0

3:23


    Você dizia que eu podia chamá-la sempre que precisasse. Que cuidaria de mim, por mais que eu atrapalhasse seu sono. E talvez você o perdesse, e ficaríamos conversando por horas.
    Mas cadê você, agora?
Leia Mais...
0

Incompatibilidade

sábado, 30 de dezembro de 2017.

    Sinto falta de comer e de dormir normalmente. De repente, essas coisas tão simples, das quais eu abria mão só para ter você, estão começando a fazer cada vez mais falta. E eu sei que não posso, mas todos os dias eu peço para ser absolvido pelos meus crimes.
    Eu só queria poder dormir.
Leia Mais...
0

Mortyficado

terça-feira, 26 de dezembro de 2017.

    Nós nunca nos conhecemos. Será que posso te pagar um ou algo assim? Eu nem gosto de café, mas só pra ter a chance, mesmo.
    É mais do que eu tenho...
Leia Mais...
0

Redemoinho

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017.

    Passo os dias preso em ciclos exaustivos de tentar voltar ao passado e evitar o inevitável. Sinto esvair toda a força que você me fez acreditar que tinha enquanto possuía tudo, enquanto suportava respirar depois de uma vida tão precocemente arruinada.
    A Terceira Lei de Newton diz que a única forma do Homem chegar a algum lugar é deixando algo para trás; mas tinha que ser eu? O descartável é tão triste...
    Eu sinto que você me observa em todos os lugares, mas eu também sei que eu nunca voltarei a vê-la. Eu sequer posso saber de onde isso vem.
    Por que você tem que se esconder de mim? Por que você tem que me fazer isso? Por que eu estou tendo que passar por isso mais uma vez?
    Por que? Por que?
Leia Mais...
4

Qualquer coisa, já sabe...

domingo, 24 de dezembro de 2017.

    Hoje eu acordei com uma sensação ruim no peito. E não é que eu não esteja esperando uma melhora, mas ela não passa nem por um instante. É como se uma despedida muito grande estivesse se aproximando - e eu não sei se sou eu.
    Eu não sei quanto tempo ainda tenho, mas preciso que saibam - mesmo que não seja comigo - que eu me importei o tempo todo. Eu amei o máximo que eu pude amar, do meu jeito. E eu sonhei muito, também.
    Aqui, agora, e nesta data que nos afoga em imagens de vidas tão perfeitas e de carinho, eu me sinto solitário e com um pouco de medo. Sinto que os desenhos que estou preparando serão, também, os meus últimos. Pela primeira vez, eles surgem coloridos e felizes na minha mente, mas me dão saudade; saudade do que eu tenho e não sinto, do que eu jamais terei, e de você, Mon.
    Se lembra de quando me disse que não queria mais amar, e que, se pudesse voltar lá atrás, jamais teria me conhecido? Eu não teria mudado nada. Na verdade, se eu soubesse que iria gostar tanto de ouvir a tua voz, eu teria feito antes e aproveitado mais.
    Mas agora é tarde demais. Pra mim, que perdi você, e pra você, que já se afastou demais.
    Agora, eu acho que consigo enxergar que, depois de tudo, a culpa foi toda minha. Só é difícil estar aqui, olhando cada vez mais fundo dentro de mim, e encarar este espelho. Mas eu espero que você acredite que eu estou feliz por você.

    P.S.: a música acima se chama te vi na rua ontem, do Konai. Espero que você também ache ela bonita.
Leia Mais...
0

Escuro

sábado, 23 de dezembro de 2017.
Ajin (Gamon Sakurai).
    Você já se sentiu suja? Mais uma vez, meu sono foi interrompido por vislumbres do que eu não sei mais separar como sonho ou realidade. Abraçado à miséria como um fugitivo, na tentativa de amenizar uma dor que não vai embora.
    O que eu vou me tornar, agora?
Leia Mais...
0

T a r d e

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017.

    Não vai...
    Não me deixa aqui sozinho com as coisas que eu não queria ter dito. Não seja feliz sem mim. Não me apague da sua vida. Não tira de mim a única coisa pela qual eu ainda vivo.
Leia Mais...
0

Exclusividade

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017.

    Você tinha medo que ela gostasse mais de mim, quando nascesse, porque eu iria dar a ela a liberdade que, agora, só você tem. Não se pensou no orgulho que eu teria ao vê-la crescer e se parecer com você.
    Por três anos suprimos esse sonho, como uma gravidez que se estendia lentamente.
    Agora, ela só vai poder gostar de você.
Leia Mais...
1

Telescópio

terça-feira, 19 de dezembro de 2017.

Você se lembra que
A gente ia contar
As estrelas juntos?
Leia Mais...
0

Ideia do Mau

domingo, 17 de dezembro de 2017.
"Você vai estragar
A nossa filha, Linn."

Mushi-shi.
    Hoje foi um dia difícil. Fiquei encarregado de cuidar daquele meu primo, Enzo, e estava me saindo bem. Mas foi só dar uma bala a ele e me distrair por um segundo, e tudo virou um inferno.
    Na tentativa de ajudá-lo a cuspir - ou engolir - o doce, entrei em pânico e o machuquei. Vê-lo chorar me desesperou ainda mais, porque, se fosse ela, eu sei que jamais me perdoaria; mas os adultos vieram me dar uma bronca, e isso me fez chorar.
    Acho que não era nosso sonho que você estava deixando, mas só a mim. Porque você está vivendo, agora, e já sabe criar. E eu só sei destruir - e logo também irei matar.
    Pensando bem... eu acho que já matei.
Leia Mais...
0

Sete Palmos

sábado, 16 de dezembro de 2017.
    Hoje eu chorei pela primeira vez desde que descobri que não posso mais tomar leite. A alergia tem crescido mais rápido do que o trabalho, e não temos dinheiro para viajar e pagar um alergista, pois estamos entupidos de contas até a boca.
    Tive pesadelos nos dois últimos dias, também. Com você. Não vejo mais a Eli, ou Alma.
    Depois que você se foi, parece que a vida tá dando um jeito de enterrar todas as formas de lembranças. O e-mail não mostra mais suas últimas mensagens, as suas contas estão todas bloqueadas ou removidas e eu, enfim, me vejo incapaz de alcançá-la.
    Mas você ainda está aqui e isso parece um sonho interminável. Eu não quero acordar, mas não gosto da parte que você me machuca. E isso sempre machuca... Então, eu acho que vou acabar soterrado por conta própria.
Leia Mais...
0

O Segundo Tipo de Solidão

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017.
14/12/2017, 10:50

    Quando você se foi, aquele sentimento logo preencheu o meu espaço. Eu tento acreditar que uma das razões pela qual você partiu foi a conversa que tive com meus pais, porque você não precisaria mais aguentar meu fardo; bom, as coisas não mudaram por aqui. Acho que meus pais vão separar de uma vez por todas, e não consigo pensar que não é minha culpa.
    De certo modo, acho que eles jamais aprenderam a amar um ao outro. Sempre ouvi as queixas de que, se as coisas tivessem sido diferentes, eles estariam aproveitando mais a vida, e não brigando todos os dias. Meu nascimento os manteve juntos, e, agora que cresci, parece que também os estou separando, porque hoje a minha mãe disse que prefere ir à igreja do que ficar aqui olhando para os nossos rostos sem nada para fazer.
    Também acredito que eles te fizeram desistir de vir para cá, porque, no fim das contas, acho que eu vivo onde nada prospera. Se lembra de quando você se chamava de câncer? Acho que era eu, o tempo todo.
Leia Mais...
0

Futuro do Presente

terça-feira, 12 de dezembro de 2017.

Então, o único pedido foi concedido. Você deu o primeiro passo para a nova vida. A injustiça é que não me sinto no direito de sentir ciúme, raiva ou tristeza, porque eu pedi pra você prosseguir.
Só dói um pouco, pensar que eu já sabia que não fazia parte do seu futuro. Eu não farei parte do meu, também.
Leia Mais...
0

Domingos

domingo, 10 de dezembro de 2017.
Alguém me salva...
Leia Mais...
0

Hoje

sábado, 9 de dezembro de 2017.


Leia Mais...
0

bantchi

Bantchi, de Dusty Ray (@sloppjockey_ert),
nos meus traços.

Leia Mais...
0

Socorro

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017.
Por que você não sente minha falta
E corre me chamar?
Eu não signifiquei nada?
Como você pode ter coragem
De fazer isso comigo?
Hein?
HEIN?
Você não sente mais nada?
Minha cabeça não me dá
Sossego...
Você tá nas músicas,
Nos livros,
Desenhos,
Memórias,
Pesadelos,
Sonhos
Sonhos
Sonhos
Sonhos...
Quantos deles eu guardei
A vida inteira?
Que saudade...
Que saudade, Simone.
Que saudade...
Leia Mais...
0

Desaparecendo

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017.
Saí com uma garota, anteontem. Moletom, tênis surrados... Era uma noite fria, mas fomos à praia mesmo assim. Relembramos os momentos juntos e andamos na areia. Não vi suas pegadas - e não foi culpa do vinho.
Passou pela cabeça o episódio em que você apresentava July, até acordar e perceber que estava te perdendo ou eu estava me apagando. Voltei sozinho novamente.
Voltei no escuro. Indesejado, esquecido. Sonhando, como você gostava que eu fizesse. Saí com você porque não sou capaz de esquecer, mas você foi.
Leia Mais...
0

Matrioska

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017.

Leia Mais...
1

Não olhe para trás

terça-feira, 5 de dezembro de 2017.

Os dias se passam com a expectativa de uma ficha que talvez nunca caia. Os alarmes tocam nos mesmos horários, a rotina segue a mesma. Só vão faltar vocês.
Guardarei as fotos, os vídeos, memórias e planos, mas isso não é suficiente para dizer que estou sofrendo por algo que vivi, porque não estou com vocês nelas.

A paz jamais virá, porque as dúvidas perduram. E eu há muito perdi o talento com as palavras para fazê-la voltar e me impedir de chorar.
Tudo que eu posso fazer é assistir você partir. Nas memórias e nas tentativas de encontrá-la nas únicas coisas que tínhamos para falar.

"Eu te amo,
Mas não queria amar.
Eu te amo,
Mas é você que me afasta."

Eu sou um efeito colateral. Na tentativa de amar, criei uma filha que você jamais poderia me dar e um lar onde nunca vou entrar.
Talvez vocês duas entrem lá. E sua filha também.
Fui rancoroso com você, de novo; mas você sabe que, no fundo, eu jamais quis dizer qualquer uma das palavras feias. Foi sempre o medo falando mais alto, não a raiva. Aqui, e só aqui, no fundo, eu desejo o melhor pra você, por mais inveja e remorso que isso me cause.
Foram quase três anos que, na minha cabeça, se tornaram uma vida. E eu quero ficar aqui a partir de agora. E não sinta-se culpada ou tenha pena de mim por isso, amor, porque aqui é mais confortável que lá fora.
Mais uma vez, não consegui morrer. Mas é assim que me sinto. E não tem problema, porque, de certa forma, é no nosso lar que eu me sinto. E a Eli está aqui, também, então você não precisa olhar pra trás.
Leia Mais...
0

Remorso

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017.

Sinto muito.
Sinto tanto.
Sinto uma imensidão.
Mas finjo que não sinto nada.
Pra você não morrer junto.
Leia Mais...
0

Eutanásia

domingo, 3 de dezembro de 2017.
A serventia da recuperação, para quem abandona, é a paz de espírito. Ao abandonado, mito.
Pode-se curar enfermidades, não traumas. Não amor. Amor se confunde, não cura.
Leia Mais...
0

Utopia

sábado, 2 de dezembro de 2017.

Você bem que podia se culpar de verdade, sentir pena, fazer caridade. Se importar o suficiente para voltar. Se olhar no espelho, talvez.
Leia Mais...
0

Consulta

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017.
Seasisters, por Dusty Ray
(@sloppjockey_ert)


"[...] Mas tem toda essa questão dos meus problemas e as sequelas deles. Não quero que um filho meu nasça com nada disso ou que tenha um pai como eu. Não quero que um filho meu diga que eu o afasto. Já me disseram isso.
Os traumas não são uma marca do passado, são uma marca pra vida. Não se supera um trauma com despedidas, com a aparência de um monstro. É assim que eu me sinto, porque é assim que eu sou."
Leia Mais...
0

Despedida

quinta-feira, 30 de novembro de 2017.

Com sono, todos os dias parecem um só em que o tempo não passa. Trancado num quarto em que vocês pensam que estou protegido, me afogando na minha própria cabeça.
Você pede que eu seja forte, mas eu sou só lembranças que você vai guardar nas gavetas.
Não aceito viver em um mundo onde dois que se amam não podem estar juntos.


29/12/2017
Leia Mais...
0

Datas

quarta-feira, 29 de novembro de 2017.

"[...] Então algo rompeu em mim
E eu quis ir para casa,
Para estar onde você está
Mas, mesmo próximo de você,
Você parece tão distante."
Leia Mais...
segunda-feira, 27 de novembro de 2017.

"Te amo pra todo o sempre."
"Não me escreve mais, por favor."
Leia Mais...
0

S L E E P Y

domingo, 26 de novembro de 2017.

Leia Mais...
0

Permissão

sábado, 25 de novembro de 2017.

"Isso não vai fazer a menor diferença agora, mas eu não queria ter falado o que falei ontem. Foi uma mistura de chateação, desespero e medo e não querer me separar de você. E decepção por não conseguirmos... Eu sei que não tentei sozinha, eu sei que você tentou também. A gente só não consegue.
Você não é prejudicial nem monstro, nem nada disso. Ao contrário, eu amo aquela tua sensibilidade, teu humor idiota, teu jeito sonhador, idealizador, tuas metáforas. Eu amei você demais - amo você demais - e parece que sou um buraco enorme me alimentando de vários e vários nadas.
[...] queria me rasgar toda, que nem posso julgar você por se machucar; só lamentar por fazer isso com você.
Você fez o meu coração feliz. Meu corpo, meus dias...
Te amo pra todo o sempre."
Leia Mais...
0

Preso & Triste

sexta-feira, 24 de novembro de 2017.

Do que vivi, o que era real?
Quantas lembranças
Não se passam em gaiolas?
Por que fizeram comigo?
Leia Mais...
0

Heavy

terça-feira, 21 de novembro de 2017.


"[...] Eu tenho dificuldades com a vida. Às vezes é bom, mas muitas vezes é realmente difícil. E não importa como eu estou me sentindo, eu estou sempre lutando com alguns padrões de comportamento. Eu me encontro preso na mesma coisa e ela fica se repetindo várias e várias vezes e eu fico... 'Como eu fiquei assim?'
 E é nesse momento, quando você está nisso, que você pode se separar dessa situação e olhar pra ela, e, então, você pode fazer algo a respeito. É como se você quebrasse o ciclo.
 Sei que pra mim, quando estou dentro de mim mesmo, quando estou na minha própria cabeça... Esse lugar aqui, esse crânio entre as minhas orelhas, é uma péssima vizinhança e eu não deveria estar nela sozinho. Eu não posso ficar ali sozinho. É um péssimo lugar para eu estar sozinho.
 E, quando eu estou lá, parece que minha vida toda se apaga. Eu não digo coisas boas a mim mesmo. Tem outro Chester lá que quer me derrubar.
 Se eu não estou ativamente nas outras coisas... saindo de mim mesmo e estando com outras pessoas, sendo um pai, sendo um marido, participando da banda, sendo um amigo, ajudando alguém... Se eu estiver fora de mim, eu me sinto bem. Se eu estiver dentro de mim o tempo todo, eu me sinto horrível.
 Então, pra mim, é tipo (sobre a música): 'Eu não gosto da minha mente nesse momento. Empilhando problemas que são tão desnecessários.'"

- Chester Bennington, entrevista para
JoJo (KissFM), em fevereiro de 2017.

Você entenderia. Você sabia
Como as coisas são pesadas.
Leia Mais...
0

A Última Ceia

Leia Mais...
0

Depressão, Obsessão

Você não queria presentes, mas estava ganhando vários. É incrível como tudo acaba, coincidindo com momentos tão óbvios do seu dia-a-dia, e você finge pra não me ferir.
 "Você logo vai se casar e me deixar, também"
 Eles estão todos aí. Bonitos, empregados, próximos. Você não precisa esperar mais pra ter o sexo bom, a companhia. Eles não vão reclamar de nada, porque você tá dando a eles o que eles querem e somente isso. Você pode apresentá-los aos teus pais. Suas irmãs têm filhas, está na hora de você ter também.
 Se eles ficarem, talvez você possa aprender a amá-los, porque agora vai ter espaço no seu peito que está esvaziando. E tudo bem, porque é mais fácil assim, pra você. É singelo e você esteve sozinha por muito tempo. Eu nunca estive aí.
Leia Mais...
0

Desimportante (20/11/2017)

Só hoje, você foi embora duas vezes. Despedidas que se repetem à frente dos meus olhos como todas as outras. Abandonos. Como fantasmas, que assombram, que somem, e não sabemos se, de fato, existiram - existimos.
 Você sente minha falta e só eu sinto a sua.
Leia Mais...
0

Queria...

sexta-feira, 17 de novembro de 2017.


Eu tentei deixar tudo para trás,
Mas eu acordei
E lá estavam eles, ao meu lado...


Eu nunca me importei em estar só.
Então, algo rompeu em mim,
E eu quis ir para casa -
Para estar onde você está.
Mas ainda mais perto de você,
Você parece tão distante...

...Que lhe digam que eu sinto sua falta
E que eu queria que você estivesse aqui.

Você está sempre na minha mente.
Você está sempre na minha mente...
Leia Mais...
terça-feira, 14 de novembro de 2017.
Pai, eu nunca quis fazer você chorar. Preferia continuar sendo mal julgado por você e por toda sua família a ter que lembrar do quão frágil você é, no fundo, enquanto tenta ser forte.
Leia Mais...
 
Ao Cair da Chuva © Copyright 2010